Inflável: EX.VÁZIO

Entre os dias 31 de agosto e 02 de setembro de 2018, na FAU/UFRJ,ocorreu a oficina Inflável na Biblioteca da FAU, na qual 50 estudantes, sob orientação das professoras Adriana Sansão e Ayara Pérez(FAU/UFRJ) e do artista plástico Sergi Arbusà, do coletivo PeniqueProductions, produziram uma intervenção no espaço que abrigou a biblioteca Lúcio Costa, no mezanino da Faculdade.  A ação efêmera ficou aberta à visitação durante 3 dias, sendo palco das mais diversas apropriações e provocando reflexões e sensações nas pessoas que participaram da ação. A obra, construída apenas com plásticos, fitas adesivas e ar, aderiu às superfícies do mezanino da FAU e produziu uma grande transformação de luz e escala nesse local.

1

A oficina

A Oficina teve a duração de 3 dias. No primeiro dia, sexta-feira,os estudantes selecionados assistiram à palestra de Sergi Arbusà, familiarizando-se com a obra do artista e com seu processo de montagem. Após a palestra, os participantes foram divididos em 3 grupos, cada um ficando responsável pela montagem das superfícies “piso”, “parede” e “teto” do inflável.

No sábado, segundo dia de montagem, as três superfícies começaram a ser fechadas e o inflável começou a tomar forma. No final do dia,o inflável já estava todo montado e posicionado no lugar em que seria inflado. Em uma dinâmica de grupo na forma de brainstorming, os estudantes escolheram o título da intervenção – Ex.Vazio- e produziram um texto de apresentação da obra.

 

Na manhã de domingo, último dia de montagem, o plástico começou a ser inflado. Conforme o Ex.Vazio ia sendo preenchido de ar, os participantes se intercalavam para fazer os últimos ajustes, como a construção dos pilares e a distribuição uniforme do plástico nas superfícies. Após o espaço estar bastante inflado, foi aberta uma porta para visitação.

O dia terminou com uma conversa dentro do inflável,onde as experiencias com a montagem foram compartilhadas.

11

 

A obra

As visitações ocorreram entre os dias 3 e 5 de setembro de 2018. Os estudantes participantes da montagem foram divididos em turnos, de forma a atender o público visitante, responder perguntas e registrar o movimento.Na terça feira, dia 4, o inflável participou do evento de aniversario de 73 anos da FAU, onde um grupo de dança comtemporânea da UFRJ realizou uma performance. Durantes os dias de visitação, mais de 1300 pessoas registraram sua passagem no livro de presença, e mais de 400 participantes deixaram relatos sobre suas impressões em relação ao espaço proposto.

Os visitantes usufruíram do espaço das mais diversas formas: lanchando, lendo, tirando fotos, pintando e desenhando.Aulas foram ministradas em seu interior e o inflável fez parte do dia a dia dos estudantes e demais pessoas que aproveitaram a presença efêmera dessa arte no edifício Jorge Machado Moreira.

“O espaço que abrigava a Biblioteca Lucio Costa sofre uma degradação paulatina desde 2016. Nós acompanhamos esse processo, negligenciando sua potência arquitetônica. A intervenção surge para provocar a reflexão sobre a ressignificação e reocupação desse lugar tão caro à comunidade da FAU-UFRJ. Essa ação efêmera revela um vazio que se preenche de ar. Como tornar esse espaço um ex-vazio?”

Esse foi o questionamento que deixamos para todos que visitaram o espaço.

Compartilhe:
Voltar