Rio+ Pedestre

Nos dias 18 e 19 de novembro de 2018 foi a vez do Rio de Janeiro sediar uma intervenção de Urbanismo Tático, o Rio + Pedestre, cujo principal objetivo foi aumentar a segurança do pedestre e reduzir a velocidade dos veículos, proporcionando um local mais seguro para o trânsito e permanência de pedestres. A iniciativa partiu do ITDP em parceria com a Prefeitura do Rio, apoiados pela Cite Foundation.

A intervenção ocorreu no entorno da estação do metrô São Francisco Xavier, na Tijuca, e contou com diversos colaboradores e voluntários para preparar o espaço, promover integrações e coletar dados e relatos da população.

As áreas apropriadas pela intervenção foram áreas públicas de estacionamento, paradas de ônibus, áreas residuais junto às esquinas, praças e faixas de pedestres, de forma a redesenhar as vias com dimensões e raios adequados, ampliar as áreas de pedestres e as faixas de travessia.

Nos dias que antecederam a ação, foram realizadas coletas de dados e contagens, com a colaboração de voluntários, para reunir informações e adequar a ação à demanda. Encontros para discussão de ideias foram realizados nos dias 13 e 14 de setembro, concomitantemente com uma capacitação de motoristas de condução pública, buscando a sensibilização para com as transformações temporárias.

O LabIT-PROURB estava entre os parceiros que auxiliaram no preparo do local e nas ativações urbanas, colaborando com ideias para pintura de piso e ocupação dos novos espaços, além de colaborar na própria montagem da intervenção. Diversas interações foram propostas ao transeunte, e a participação de todos foi importante para o desenvolvimento e análise dos resultados. A área de intervenção, onde a equipe do LabIT-PROURB trabalhou, se localiza em frente à entrada principal da igreja de São Francisco, e contou com diferentes dinâmicas. O espaço planejado pela equipe contou com mobiliário temporário, como pallets, cadeiras de praia e guarda-sóis, onde o uso era coletivo e aberto para todos os transeuntes. Duas perguntas foram penduradas na grade da igreja, buscando uma interação com os passantes:“dê a sua opinião” e “o que você quer aqui?”. Papéis coloridos foram distribuídos, e as pessoas tiveram a oportunidade de deixar suas opiniões e ideias penduradas, simulando um muro de desejos.

Uma série de pinturas, com a utilização de estêncil e tinta vermelha, foram realizadas pelos integrantes do LabIT: pegadas e patas sugeriam a utilização, por pedestres e animais, de um local antes apenas destinado a veículos; algumas frases instigaram a imaginação, como “imagine uma árvore aqui” ou “olhe ao redor”.

Ao longo dos novos espaços aconteceram performances de dança, música e atividades como uma oficina de crochê. Foi um domingo de muita atividade na região.

 

f1f2 f3f4 f6 f7 f8 (R:\CAU\Dur\00.SERVIDOR CAU\04.PROJETOS\04.2.AP2\04.2.VIIIDesenho de  SMU/ CGPP/ CP

Compartilhe:
Voltar